SUICÍDIO - Opção ou Solução?


Muito se fala e se escreveu já sobre este tema tão actual.

A todas as pessoas passou o suicídio pela mente, mais que não fosse como simples pensamento de julgamento do acto em si, a muitos o suicídio passou pela mente como opção para o solucionamento de problemas físicos, mentais ou espirituais.

Tão banal que até há pouco tempo - não estou certo se está actualizado - a zona de maior incidência deste acto era o Alentejo, tão banal o suicídio que até temos frases feitas, tipo: se fala disso não o faz!

Será verdade que quem fala de suicídio, não o comete?
Se fala dele é porque pensa nisso, consciente ou inconscientemente.
Então, qual será a altura que alguém passa das palavras à acção?
Sendo o suicídio altamente negativo para o próprio, porque o faz?

É uma questão espiritual, que não irei expor neste texto, mas:
- A pessoa fala do suicídio quando ele é uma opção;
- A pessoa comete suicídio quando ele passa a ser a única "solução".

(Joaquim Coelho)

Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo